Os 10 melhores videogames simples, porém agradáveis

Os padrões para jogos estão crescendo exponencialmente. Já ultrapassamos o nível de gráficos tão bons quanto a realidade. Já ultrapassamos o ponto em que enredos, humor e caracterização só podem ser “tão bons” quanto filmes, conforme demonstrado em jogos como Portal 2, Bioshock 1 E 2, Team Fortress 2, e Skyrim. Mas ainda há muito por aí para pessoas com gostos simples. Jogos que não sentem a necessidade de citar filósofos para fazer você pensar, que não precisam de monstros elaboradamente compostos e animados para assustá-lo e outras extravagâncias para envolver a mente, o coração, as entranhas e os dedos. O melhor de tudo é que a maioria desses jogos é totalmente gratuita!

10. Amado

Amado

Um jogo de plataforma onde você é uma coisa negra minúscula vagamente definida que pode ter chifres ou orelhas de raposa. Mas antes disso, você vê uma tela que pergunta se você é homem ou mulher e, de qualquer forma, a narração torna você mulher. Essa é uma dica do que torna o jogo distinto: o narrador está tentando controlar você, não ajudá-lo. Se você seguir as instruções durante o jogo, o mundo ficará bem definido, mas escuro e assustador. Se você desobedece, fica mais colorido e agradável, mas também cada vez mais sonhador e vago. Considerando o título, é um dos poucos jogos divertidos que faz questão de uma forma que respeita sua inteligência.

Jogue aqui

9. Conquista desbloqueada

conquista desbloqueada

Esta é essencialmente uma grande sátira da tendência de colocar “conquistas” em jogos. Se você tiver senso de humor, ainda não deixa que isso atrapalhe. É um jogo de plataforma de uma tela onde todas as conquistas vêm da exploração da tela de várias maneiras, inclusive matando seu personagem. Uma dessas conquistas (# 99) é chamada de “Muito tempo livre”.

Jogue aqui

8. A Majestade das Cores

majestade das cores

Um jogo inspirado nos escritos de HP Lovecraft, mas sem nenhum pessimismo ou misantropia. Você joga um monstro preso na costa de uma cidade que tem uma forte reação emocional a, entre todas as coisas, ver um balão de hélio à deriva. O jogo então tem várias coisas acontecendo ao seu redor e, dependendo da sua habilidade de lidar, os humanos reagem. Existem algumas pitadas de bom humor, algumas boas telas de título para ler, e tudo isso convida a um comportamento ambíguo. O jogo recebeu inúmeras boas críticas e foi chamado de “um poema eletrônico”, o que era um elogio.

Jogue aqui

7. Pressão de Ar

pressão do ar

Este jogo é superficialmente superficial e genérico, mas tem um choque desagradável que novamente faz questão. Parece, a princípio, ser um simulador de namoro em tom sépia, ou seja, um jogo em que imagens estáticas de fundos apresentam um único personagem que olha para você e fala com você enquanto você clica nas opções para dizer e se relacionar com aquele personagem. Mas aqui, se você é amoroso com sua personagem “namorada”, as coisas … não vão bem para você. O jogo pretende ser uma metáfora para hábitos autodestrutivos. Funciona tão bem porque os apresenta sob a luz certa: qualquer coisa ruim que você esteja fazendo a si mesmo, subjetivamente, em algum nível, é muito bom. Tanto que você meio que deseja ignorar os caminhos que estão errados e apenas se permitir isso.

Jogue aqui

6. A companhia de mim mesmo

a minha própria empresa

Este é um jogo de plataforma que zomba da tendência de ignorar as contribuições de outras pessoas no interesse do autoengrandecimento. O jogo envolve o uso de clones de seu personagem, que são silhuetas inexpressivas, para superar níveis pequenos e curtos enquanto você pula para o ponto final. As vezes. Novamente, há um nível com uma torção desagradável no final.

Jogue aqui

5. Escala do Universo 2

a escala do universo

Um bom joguinho educacional. Um cursor está na parte inferior da tela; movê-lo para a esquerda aumenta o zoom da câmera para ver coisas cada vez menores, enquanto diminuir o zoom revela coisas cada vez maiores. Assim, tudo pode ser mantido em escala. Sem ser pretensioso, ele oferece uma perspectiva limpa sobre as menores coisas conhecidas no universo, uma noção das coisas maiores e como as coisas se relacionam entre si. Além disso, se você clicar nos objetos, obterá explicações sobre o que são, algumas das quais são bem divertidas.

Jogue aqui

4. Uma chance

uma chance

Este é talvez o jogo mais triste já feito (certamente o mais triste em 8 bits), mas consegue não sobrecarregar você com a brevidade e o minimalismo. O jogador, “John” trabalha para um centro de pesquisa que criou uma cura para o câncer (que, a la Eu sou a lenda, se transformou em uma superpraga.) John tem a opção de persistir em enfrentar o agravamento das probabilidades ou fazer literalmente qualquer outra coisa. Mesmo os finais mais felizes não são tão felizes, e tudo é apresentado com um pequeno melodrama revigorante.

Jogue aqui

3. SCP-087

SCP-087

Bem, este é facilmente o mais polarizador da lista, mas para as pessoas em que trabalha, é inacreditavelmente bem feito para um jogo que seu criador afirma ter feito sozinho em dois dias. A primeira coisa que acontece é que seu personagem está preso em uma escada por razões desconhecidas. A escada está suja e tão escura que apenas a área ao seu redor e sua lâmpada ficam iluminadas. Tudo o que você pode fazer é descer a escada. E para baixo e para baixo e para baixo, apenas com momentos e sons repentinos o suficiente para manter a tensão aumentando lentamente. Alguns podem descobrir que o que você vai acabar encontrando é uma decepção, mas outros ficarão com muito medo de olhar para a tela.

O nome e por que isso assusta tantos será muito mais compreensível depois de ler isto: http: //www.scpwiki.internet/scp-087

Jogue aqui (Windows):

Jogue aqui (Mac):

2. Angry Birds

aves com raiva

Provando que as pessoas realmente devem amar parábolas destrutivas, Angry Birds continua forte e é o jogo para celular mais baixado em mais de dois anos. Você conhece o procedimento: você atira pássaros em pilhas de porcos nas colinas ou em estruturas tentando matá-los por meio de quedas ou de coisas que caem sobre eles. Em 22 de Março, você pode esperar o lançamento de um novo jogo com níveis com novos fatores complicadores, como “gravidade zero”. Esperançosamente, isso não revelará os ricos temas que foram desenvolvidos até agora.

Jogue aqui

1. Limbo

limbo

Muito possivelmente o jogo mais bem analisado de 2010, e facilmente o que fez mais com menos. O personagem é uma criança em um mundo preto e branco de muitos objetos mundanos e horripilantes, com apenas a inteligência do jogador para guiá-lo através de inúmeros quebra-cabeças e obstáculos difíceis. Não há quase nada para guiá-lo, nada dito, quase nenhuma música, nenhum rosto e muito poucos personagens (os que aparecem estão principalmente tentando matá-lo.) Mas, mesmo assim, o jogo não tenta empurrar qualquer astúcia desce pela sua garganta e se contenta em desafiá-lo a superá-la.

Jogue aqui

Escrito por Dustin Koski

Outros artigos de que você pode gostar

Gostei? Reserve um segundo para apoiar o apkrapido.comno Patreon!

Top 10 Writers Who Disowned Their Own Work

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *