O Google Cloud armazenará 20 TB de observações noturnas do céu para o Observatório Rubin

O Google Cloud armazenara 20 TB de observacoes noturnas do

A computação de alto desempenho e o aprendizado de máquina estão acelerando a pesquisa astronômica em um ritmo sem precedentes. É por isso que o Observatório Vera C. Rubin, no Chile, usará o Google Cloud para armazenar 20 TB de observações noturnas do céu.

A unidade de computação em nuvem do gigante das buscas anunciou que o Observatório Rubin finalizou um acordo de três anos para hospedar seu Interim Data Facility (IDF) em sua plataforma. Através desta colaboração, Rubin irá processar dados astronômicos coletados por seu observatório e disponibilizar os dados para centenas de usuários na comunidade científica antes de seu projeto Legacy Survey of Space and Time (LSST) de 10 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *