O Facebook afirma que removeu o número recorde de campanhas de desinformação em dezembro

O Facebook afirma que removeu o numero recorde de campanhas

O Facebook identificou e suspendeu 17 redes de desinformação em suas plataformas em dezembro, representando sua maior queda mensal, disse a gigante de tecnologia dos Estados Unidos na terça-feira.

A empresa de mídia social disse que suspendeu um pouco mais de 2.800 contas e páginas em sua plataforma principal e site de compartilhamento de fotos, Instagram, por usar identidades falsas e outras formas do chamado “comportamento inautêntico coordenado”.

A atividade abrangeu 11 países, incluindo Argentina, Brasil, Marrocos, Ucrânia, Cazaquistão e Quirguistão. Na maioria desses países, as redes estavam focadas nas próximas eleições e administradas por grupos domésticos, disse o Facebook.

“Campanhas enganosas como essas levantam um desafio complexo ao confundir a linha entre o debate público saudável e a manipulação”, disse a empresa em um postagem do blog.

Três das redes anunciadas na terça-feira foram expostas pela primeira vez no mês passado e usadas por grupos franceses e russos rivais para espalhar narrativas concorrentes na República Centro-Africana antes das eleições parlamentares do país.

O chefe de operações do Facebook, Sheryl Sandberg, disse na segunda-feira que a empresa não tem planos de suspender o bloqueio às contas do presidente dos EUA, Donald Trump, enquanto reprimia uma frase enganosa que se tornou um grito de guerra para os apoiadores de Trump.

© Thomson Reuters 2020


Qual será o lançamento de tecnologia mais emocionante de 2021? Discutimos isso no Orbital, nosso podcast semanal de tecnologia, que você pode assinar via Podcasts da Apple, Podcasts do Google, ou RSS, baixe o episódioou apenas aperte o botão play abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *