Facebook, Google, Twitter são instados pela UE a fazer mais contra notícias falsas

Facebook Google Twitter sao instados pela UE a fazer mais

Dois anos depois de concordar com um código de prática autorregulatório para lidar com a desinformação, Facebook, Alphabet, Google, Twitter e outros rivais de tecnologia devem se esforçar para ser mais eficazes, disse a Comissão Europeia na quinta-feira.

Notícias falsas relacionadas ao COVID-19 aceleraram os apelos para que as mídias sociais sejam mais pró-ativas no combate ao problema.

As empresas, incluindo a Mozilla e órgãos comerciais da indústria de publicidade, assinaram o código em 2018 em uma tentativa de evitar regulamentações mais pesadas. A Microsoft e a TikTok posteriormente se juntaram ao grupo.

Existem, no entanto, várias deficiências no código após uma avaliação de seu primeiro ano de operação, disse a comissão, de acordo com um relatório visto pela Reuters.

“Estes podem ser agrupados em quatro categorias amplas: aplicação inconsistente e incompleta do código entre plataformas e estados membros, falta de definições uniformes, existência de várias lacunas na cobertura dos compromissos do código e limitações intrínsecas à natureza autorregulatória de o código “, disse o relatório.

A vice-presidente da comissão de valores e transparência, Vera Jourova, pediu mais ações para combater novos riscos.

“Como também testemunhamos novas ameaças e atores, é hora de ir mais longe e propor novas medidas. As plataformas precisam se tornar mais responsáveis ​​e transparentes. Elas precisam se abrir e fornecer melhor acesso aos dados, entre outros”, disse Jourova.

Jourova está atualmente trabalhando em um Plano de Ação para a Democracia Europeia para tornar a democracia mais resistente às ameaças digitais.

A comissão também deve propor novas regras, chamadas de Lei de Serviços Digitais até o final do ano, que aumentarão as responsabilidades das mídias sociais e de conteúdos em suas plataformas.

© Thomson Reuters 2020


O Android One está atrasando os smartphones Nokia na Índia? Discutimos isso no Orbital, nosso podcast semanal de tecnologia, que você pode assinar via Podcasts da Apple, Podcasts do Google, ou RSS, baixe o episódioou apenas aperte o botão play abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *